Publicações Anterior Próximo

Os frigoríficos vão ajudar a zerar o desmatamento da Amazônia?

O Imazon lançou o estudo ‘Os frigoríficos vão ajudar a zerar o desmatamento da Amazônia?’ mostrando os avanços e desafios dos acordos da pecuária contra o desmatamento. O estudo, baseado em dados inéditos e na revisão de outras análises, mostra que cerca de 70% da capacidade de abate da Amazônia está instalada em frigoríficos com registros no SIE e SIF que assinaram TACs (termo de ajustamento de conduta). Nos TACs, se comprometeram a só comprar gado de fazendas livres de desmatamento desde 2009, que estivessem fora da lista de trabalho análogo ao escravo do Ministério do Trabalho, que tivessem feito o registro no Cadastro Ambiental Rural e que não estivessem localizadas em Áreas Protegidas. Foi feito um esforço para envolver metade dos frigoríficos, responsáveis por 30% da capacidade de abate, nos compromissos e nas iniciativas para controlar os fornecedores indiretos. O relatório também avalia o nível de exposição das empresas ao risco do desmatamento, considerando as zonas potenciais de compra de cada uma das 157 plantas frigoríficas com SIF e SIE.


Inglês PDF Português PDF